•  
  •  

Projeto Cartas com Ciência


Os alunos do 5.º ano de Nyon, de nível B1, dos cursos de Língua e Cultura Portuguesas, em presença da Sra. Coordenadora do EPE Suíça, estiveram no dia 15 de novembro à conversa com os cientistas Helena Trigueiro e Miguel Prudêncio, colaboradores do projeto Cartas com Ciência: 

“Procuro saber como comem os habitantes de diferentes países, se comem o suficiente, e se a sua alimentação lhes vai trazer mais saúde”, refere Helena Trigueiro. 

 “Eu faço investigação em malária, uma doença que pode ser muito grave, procurando novas formas de a combater, como vacinas e novos medicamentos.”, esclarece Miguel Prudêncio. 

Este projeto de mediação científica visa contribuir para o aumento do capital científico dos alunos, através da troca de correspondência entre alunos-cientistas sobre aspetos relacionados com o Ambiente, Alimentação e Ciência pela Paz (temáticas visadas no programa de trabalho com os alunos).

Partilhamos o rescaldo do acontecimento na voz dos alunos:

 "Hoje tivemos a sorte de falar com dois cientistas portugueses: o Miguel e a Helena. Um deles está no Reino Unido a fazer investigação e a Helena está em Bruxelas.

Fizemos muitas perguntas aos cientistas sobre a sua vida, o que estão a estudar e o que querem descobrir. 

Nós gostámos de falar com eles: o Miguel até nos disse que a doença varíola já não existe porque Edward Jenner inventou a vacina. A Helena disse-nos que gostava de lutar contra fome e que está a trabalhar num projeto sobre alimentação. 

Os cientistas são pessoas como nós: gostam de ter férias, de dormir ... Mas, o Miguel disse que até mesmo nas férias não consegue deixar de pensar nas suas pesquisas. 

Para ser cientista é preciso estudar muitos anos e haver dinheiro e quem invista no seu trabalho para comprar materiais para fazer experiências. 

Texto coletivo: Alexandre, David, Gustavo, Leonor P., Leandro, Maria Leonor, Mara, Marcos, Tomás, Tiago. 

No dia 29 de novembro os alunos abriram as cartas que receberam dos cientistas correspondentes. Foi com entusiasmo que leram as palavras destes colaboradores, aceitando mais alguns desafios que nos propõem nas cartas! Um agradecimento aos interlocutores/mediadores, Rafael Galupa, Beatriz Matos e em especial aos cientistas: Filipa Bessa, pelas explicações e postais de sensibilização contra a poluição nos mares/oceanos; Miguel Prudêncio, pela dedicada explicação do que é a malária, formas de transmissão, e Helena Trigueiro, pela forma como nos transmitiu a necessidade de termos uma alimentação consciente e sustentável.  

Obrigada pelas partilhas! Vamos continuando...

Professora Elisabete Moreira