•  
  •  

De Português para o Mundo


Os alunos fizeram a atividade proposta pela Aula no Museu (6. Encontro de Professores de Português – Gulbenkian 2021). 

Posteriormente foram solicitados a traduzir a parte que mais gostaram da música: “Aquarela”, de Toquinho mostrando assim não só a apetência para a tradução, como também para a diversidade linguística nas aulas de Língua e Cultura Portuguesas. 


Apresentam-se as traduções em alemão (Beatriz Araújo, Thusis e Leandro Costa, Flims); inglês (Filipe Silva, Flims); russo (Anastácia Hryhorchuck, Chur); romanche (Nicolas Cantieni, Ilanz).

   A professora, Andrea Alexandre

image-11419397-Logo-DITradução-c20ad.jpg






Numa folha qualquer eu desenho um sol amarelo

E, com cinco ou seis retas é fácil fazer um castelo

Que descolorirá

Eu consigo passar num segundo

Giro um simples compasso e, num círculo eu faço o mundo





Numa folha qualquer eu desenho um sol amarelo 

Que descolorirá


image-11419403-DITradução_-_sol-d3d94.jpg
image-11419397-Logo-DITradução-c20ad.jpg







Nessa estrada não nos cabe conhecer ou ver o que virá 
O fim dela ninguém sabe bem ao certo onde vai dar 

image-11419445-DITleandro-8f14e.jpg





Pinto um barco a vela branco navegando

É tanto céu e mar num beijo azul




Se um pinguinho de tinta cai num pedacinho azul do papel

Num instante imagino uma linda gaivota a voar no céu

Vai voando, contornando a imensa curva norte-sul

Vou com ela viajando Havai, Pequim e Istambul…

Aquarela

Sche in larm da tenta dat sin in toc pupi blau lu s'imagineschal jeu sin spert ina muetta che sgola el tgiel.

Va e sgola immediat la imensa curva nort e sid, mon cun ella visitar Havaii, Peking ni Istanbul…