•  
  •  

Cátedra Lídia Jorge


Foi inaugurada a Cátedra Lídia Jorge na passada quarta-feira, dia 15, na presença da autora, do Ministro dos Negócios Estrangeiros, que nos falará da imagem de Portugal na obra de Lídia Jorge, e do Presidente do Instituto Camões. À inauguração seguiu-se um colóquio internacional cujo tema foi O poder da imagem na obra de Lídia Jorge.

Entre os vários oradores encontrava-se a professora Sónia Melo, EPE Suíça. Foi moderadora da primeira mesa (Lídia Jorge ou a poesia como visão da imagem incomensurável) e não deixou os espetadores indiferentes. Cito o colega António Carvalho nas suas impressões sobre o colóquio:  
Eu tive a honra de assistir ao colóquio na íntegra.
Aprendi muito com todas(os) as(os) participantes. Absorvi conhecimentos, emoções e perspetivas de (vi)ver a obra literária (a arte no seu todo) e a sua relação com os estudos literários, de género, pós coloniais... entre outros...
A Sónia revelou mais uma vez a sua excelente formação, cultura, sensibilidade estética e idealismo militante, o que conferiu qualidade ao evento. Parabéns à Professora Nazaré Torrão e sua equipa. Esta iniciativa - a inauguração da Cátedra Lídia Jorge - prestigia Portugal e a presença cultural lusófona na Suíça e pode  contribuir para alicerçar e desenvolver a relação intercultural das comunidades portuguesa e da lusofonia nesta cidade, no Cantão e no País.


A Coordenadora do EPE Suíça, Lurdes Gonçalves, considerou que foi um colóquio de excelência, no qual a oportunidade de apreciar a obra Lídia Jorge a partir do olhar de especialistas na presença da própria autora foi, verdadeiramente, uma oportunidade única. Memorável!  

Recordemos alguns desses momentos memoráveis.